Connect with us

Papo de comunidade

Líder comunitária do Gogo de Guadalupe é exemplo de humildade e boa gestão

Published

on

Sueli Santana — Foto: Reprodução

O dia das mães  que aconteceu no último domingo (9), na comunidade do Gogo, em Guadalupe, na zona norte do Rio, marcou mais uma vez  a data com celebração, festividade e é claro seguindo todas as recomendações da organização mundial de saúde (OMS).  A festa desse ano atraiu mais uma vez moradores carentes que são esquecidos pelas autoridades e que só podem contar com a associação de moradores que há no local.

A Líder comunitária Sueli Santana que é responsável por ser a porta voz dos moradores da região, contou ao nosso portal que é muito difícil exercer esse papel, mas que nunca pensou em desistir.

‘ líder comunitária é uma figura de grande importância no âmbito popular. Ser Líder Comunitária não é uma tarefa fácil, pois ela demanda organização e bom desempenho nas relações sociais. Afinal, o líder comunitário está à frente de um grupo de pessoas, lutando pelo bem estar de todos’, disse.

‘A responsabilidade e o amor pelo serviço são a base para o trabalho de um líder comunitário. Uma função que é voluntária, mas que faz a diferença no Gogo’, explicou.

‘O salário vem em forma de carinho e agradecimento pelo trabalho desempenhado. O líder comunitário tem amor pelo que eu faz, trazer benefícios para todos que precisam não tem dinheiro que pague’, finalizou.

Moradores do Gogo de Guadalupe — Foto: Reprodução

Moradores foram contemplados com um sorteio que foi de panelas de pressão e até liquidificador.  Artigos para casa e até um bolo para cantar parabéns para as mães que estavam presentes.

Assim o líder comunitário ajuda a representar as preocupações e vontades da população perante os poderes. Pois está sempre a par das necessidades reais da comunidade que representa, ouvindo a todos de modo igualitário e sem preconceitos.

— Foto: Reprodução

 LÍDER COMUNITÁRIO REFORÇA A IMPORTÂNCIA DO DIÁLOGO DENTRO DAS COMUNIDADES

O processo para iniciar uma mesa de trabalho em uma comunidade, criar vínculo e confiança com os moradores é um dos maiores desafios que os voluntários enfrentam no começo. Engajar os moradores, organizar reuniões, representar os desejos da população local nos órgãos públicos, lutar por direitos e difundir as novidades por todos os cantos da comunidade são algumas das ações que fazem o trabalho progredir. Uma figura fundamental que faz tudo isso e ainda é “porta-voz do povo” é o Líder Comunitário.

O líder ou a líder tem extrema importância na luta por direitos dentro daquele local, pois é reconhecido pela grande maioria dos moradores como a pessoa mais capaz, levando em consideração determinação e força de vontade para representar as vontades de todos. É sempre lembrado como alguém com voz ativa, que sabe ponderar bem devido às diferentes realidades dentro da própria comunidade e que sabe se comunicar bem independente da pessoa com quem se conversa.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =

Papo de comunidade

Defensor dos direitos humanos, Gabriel Monteiro enfrente oficial da PM e acaba com a farra na zona sul do Rio; vídeo

Published

on

A equipe do vereador Gabriel Monteiro estourou, na noite desta sexta-feira (11), um bingo clandestino em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Ao todo, 36 pessoas foram detidas — a maioria era de idosos.

O estabelecimento funcionava na Rua Ministro Viveiros de Castro e possuía várias máquinas de videobingo.

A PM precisou chamar dois ônibus da corporação para levar os detidos até a delegacia.

Assista ao vídeo

Continue Reading

Papo de comunidade

Hungria quer proibir que se fale sobre homossexualidade nas escolas

Published

on

Uma proposta legislativa do governo do ultranacionalista Viktor Orbán que será debatida na próxima semana visa proibir que se fale sobre homossexualidade nas escolas da Hungria, uma medida semelhante à adotada pela Rússia em 2013, segundo a comunidade LGBTQIA+.

“O Fidesz (partido de Orbán), ao proibir temas LGBTQIA+ nas escolas e programas de conscientização social, limitaria severamente a liberdade de expressão e os direitos das crianças com uma legislação semelhante à lei de propaganda russa”, afirmam várias ONGs do país em um comunicado.

Continue Reading

Papo de comunidade

Vn Vinte é irmão do Mc Poze do Rodo?

Published

on

— Foto Reprodução

Pois é, você também já deve ter se perguntado se Marcos Vinicius (Vn Vinte) e Marlon Brandon (Mc Poze do Rodo) tem algum parentesco. A reposta é não, e muita gente não acredita.

Famosos nas redes socias e com músicas polêmicas por retratarem suas histórias de vida, ambos os cantores já foram presos no passado e também faziam parte da mesma facção criminosa no Rio de Janeiro.

VN VINTE FALA A VERDADE SOBRE MC POZE DO RODO; ASSISTA

Após seu primeiro lançamento “Sobrevivente”, bater mais de 400 mil visualizações no YouTube em apenas 1 mês, VN Vinte assina contrato com o produtor e empresário NOBRU (que também fez a produção musical dos seus 2 singles oficiais) em parceria com empresários de Miami e larga a vida do crime para se dedicar completamente a música.

O segundo single do artista está disponível em todas as plataformas digitais, juntamente com o clipe oficial da faixa, intitulada “Brabão de Pegar”.

Bruno Assunção entrevistou Vn Vinte

O jovem de 22 anos, nascido e criado no Complexo da Mangueirinha em Duque de Caxias, Rio de Janeiro, teve sua infância perdida em 2007, quando aos 9 anos de idade, seu pai que era do tráfico no local sumiu do mapa quando aconteceu uma mega operação na comunidade para prendê-lo, os policiais por não acharem seu pai “forjaram” provas contra sua mãe e a levaram presa, grávida de sua irmã mais nova, que veio a nascer dentro da cadeia.

Sem o pai, que estava foragido da justiça, e com a sua mãe presa por 4 anos, VN que era o filho mais velho de 8 irmãos, tinha que se virar do jeito que dava para alimentar e ajudar seus irmãos mais novos, todos moravam junto com sua avó em uma quitinete junto com mais 15 crianças. Com as dificuldades, ficava no super mercado se oferecendo para empacotar compras e pedia dinheiro nas ruas de Duque de Caxias.

— Foto Reprodução

O tempo foi passando e enquanto ele crescia, menos pessoas o ajudavam e a situação ficava cada vez pior, chegando a passar fome por diversos dias junto de seus irmãos ele foi ficando revoltado com a situação e se jogou no mundo do crime, sendo adotado pelos chefes da localidade por saberem o que havia acontecido com seu pai e sua mãe.

A partir dai ele foi sendo doutrinado pelos chefes e amigos do tráfico que davam para ele cestas básicas, roupas, alimentação, e assim ele conseguia ajudar seus irmãos enquanto seu pai estava foragido e sua mãe continuava presa.

Em troca da moral que ganhava ele se colocava a disposição cometendo roubos e furtos, e traficando na boca de fumo. VN chegou a ser preso 5 vezes, ficando 2 vezes preso e pagando 3 fianças. Ele é o único sobrevivente dos mais de 20 amigos de infância que comandavam o tráfico no local e foram mortos na época em que a favela foi controlada pela UPP.

Após a morte de todos os amigos ele já estava disposto a sair da vida do crime e já havia feito uma promessa para sua mãe, que assim que ela saisse da cadeia, ele largaria a vida errada. Foi ai que ele começou a postar vídeos no Instagram e chamou a atenção do produtor e empresário NOBRU e de mais 2 empresários de Miami, que se uniram e assinaram contrato com o artista, tirando ele da vida do crime para se dedicar totalmente a música.

Continue Reading

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 O Canal é um parceiro do iG Gente.